Montar um desviador Shadow

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Montar um desviador Shadow

Mensagem  AJC em Ter Nov 08, 2011 1:55 pm

O ano de 2007 foi próspero em celebrações para a Shimano. Aquando do 25º aniversário do grupo Deore XT, o gigante nipónico presenteou o mundo do BTT com mais uma inovação de excelência e performance, o novo grupo Deore XT.

Um dos aspectos que mais sobressaiu neste novo grupo foi a utilização da tecnologia Shadow (sombra), aplicada ao desviador traseiro XT RD-M772 (GS/SGS), desenvolvida com o intuito de optimizar a resposta mecânica da transmissão nas situações mais extremas, mas aplicável também a todo o espectro de utilização das várias vertentes do BTT.
Mecanicamente, este novo componente caracteriza-se por ter um corpo de perfil mais estreito e mais baixo, permitindo que em toda a sua relação de transmissão (11-34T) possam existir variações 11 a 15 mm inferiores a qualquer outra mudança disponível no mercado.

A colocação de um pivô de rotação na fixação ao quadro (drop out), a par com a utilização de uma mola mais forte na montagem, permitiu reduzir o seu peso, obter uma rápida recuperação e excelente estabilidade vertical do corpo, anulando praticamente os riscos de contacto com a escora da bicicleta, e de exposição e embate do desviador nas pedras e raízes dos trilhos mais técnicos e exigentes.

Mais tecnologias

Direct Cable Routing, é outra das novidades deste componente. Ao proporcionar uma entrada praticamente directa do cabo na mudança (ausência de curvatura), permite encurtá-lo, o que se traduz numa menor fricção e num melhor sincronismo como resposta, na hora de comutar para a mudança necessária.

Ainda relacionado com este aspecto, importa referir que nem todos os quadros são compatíveis com o funcionamento correcto da mudança “sombra”. Os quadros, cuja passagem do cabo de mudança é feita na parte de baixo da escora inferior não permitem um funcionamento tão efectivo, devido à necessidade forçada de curvatura do cabo.

A mudança RD-M772 apenas existe na versão Top Normal, é compatível com 8 e 9 velocidades, está disponível no mercado com caixa curta (GS), mais rápida na selecção e utilizável desejavelmente em cassetes até 32 dentes, e também em caixa longa (SGS), mais suave na selecção, mas abrangendo a utilização de cassetes com 34 dentes.

A marca nipónica recomenda o uso de manípulos Rapidfire Plus, no entanto a mudança “sombra” é compatível também com os conhecidos Rapidfire e Shifters Sram Attack 2:1. E também a testámos com manípulos Dual Lever.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Pronto para a acção?!!

Ok! Então segue a sequência dos procedimentos que apresentamos de seguida e com facilidade montarás a nova mudança traseira.
Se és apologista da ideia do aprender fazendo, prepara um espaço que facilite toda a tarefa técnica, improvisa um suporte fixo para a tua bicicleta e reúne todas as ferramentas de que necessitas, conforme indica a figura em baixo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Começamos por desmontar a corrente. Para isso coloca-a na posição de “repouso” (prato pequeno à frente, carreto pequeno atrás, para mudanças não invertidas). Com recurso ao descravador ou ao alicate para abrir elos rápidos, retira a corrente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Retira de seguida o cabo da mudança com uma chave allen 5mm. É por vezes importante verificar-se o alinhamento do drop out com o quadro, pois um pequeno desvio, que passe despercebido a olho nu, pode justificar um mau funcionamento permanente da transmissão.
Acoplada a ferramenta especial ao drop out (na imagem), esta percorre todo o diâmetro da roda traseira para validar o alinhamento. Se existir desalinhamento é possível com a ferramenta efectuar um ajuste fino, forçando, caso não seja possível deve optar-se por substituir o drop out.

Com recurso à chave allen 5 mm, monta cuidadosamente a nova mudança XT Shadow e coloca a corrente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

O ajuste do limite superior (imagem de baixo) evita a passagem indesejada da corrente para os raios. É efectuado com uma chave Philips, apertando ou desapertando o parafuso L (Low).
Visto de trás, o alinhamento correcto consegue-se, quando o rolete guia (superior) do desviador está alinhado com o carreto maior da cassete.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Da mesma forma, o ajuste do limite inferior evita a passagem da corrente para a zona do quadro. Com uma chave Philips afina o parafuso H (High), até conseguires um alinhamento correcto entre o rolete guia superior e o carreto mais pequeno da cassete.
Com a corrente no carreto mais pequeno da cassete, fixa o cabo no corpo da mudança com recurso à chave allen 5 mm (em baixo à esq.). Não te esqueças de colocar o terminal na extremidade do cabo, para evitar que este se desfie.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ao funcionar com a transmissão, e verificando-se uma aproximação excessiva do rolete guia superior com o carreto maior ou mais pequeno da cassete (menos de 5 mm), deves ajustar o parafuso tensor com uma chave Philips.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Com a corrente colocada no prato maior do pedaleiro e no carreto mais pequeno da cassete, acciona o manípulo de mudanças para fazer subir a corrente na cassete até ao carreto maior. Caso existam dificuldades em a corrente alcançar essa posição, tens dar tensão ao cabo. Essa situação consegue-se rodando o parafuso de ajuste do manípulo no sentido contrário aos ponteiros do relógio (manípulos Rapid Fire) até a corrente subir para o carreto maior. Pelo contrário, se não conseguires fazer a corrente baixar até ao carreto mais pequeno, podes ter o cabo demasiado esticado. Podes rodar o parafuso (foto em cima) no sentido dos ponteiros do relógio (manípulos Rapid Fire). Se chegares ao fim do ajuste e mesmo assim a corrente não desce até ao carreto mais pequeno, pode suceder que: tenhas o cabo ainda muito esticado (liberta-o cerca de 1 mm no próprio desviador) ou o parafuso limitador High não permite o desviador deslocar-se em direcção à ponteira. Testa cada mudança em ambos os sentidos. Os ajustes no manípulo devem ser executados em quartos de volta de cada vez. Após um período de “rodagem”, é possível que o cabo alongue; volta a esticá-lo (foto em cima).

É aconselhável a manutenção regular deste componente. Limpeza, desengorduramento e lubrificação são essenciais, com especial destaque para os pontos de rotação, mola, roletes e cabo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Por fim deves verificar o correcto comprimento da corrente e o seu desgaste.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

By BikeMagazine
avatar
AJC
Já te safas nos trilhos!
Já te safas nos trilhos!

Mensagens : 434
Data de inscrição : 05/10/2011
Idade : 32
Localização : Santarém e Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum